Panicuns Massai

O capim Massai, gramínea forrageira da espécie Panicum maximum, apresenta um excelente desempenho no seguimento das cultivares dessa mesma espécie, tendo como principais características, a rápida adaptação à diferentes tipos de solos, como aqueles que apresentam baixos níveis de proteína. A alta resistência às cigarrinhas-das-pastagens, entre outras qualidades, torna o capim Massai uma excelente escolha para diversificar e viabilizar a sustentabilidade dos sistemas de produção dos bovinos de corte.

Sua principal vantagem é ter rusticidade, tolerância a solos temporariamente alagados, persistência e maior tolerância à seca.

Diferenciais da Semente

O capim Massai (Panicum híbrido vr. Massai) foi coletada na Tanzânia na rota entre Dar es Salaam e Bagamoyo em 1969, Leste da África, portanto, onde sua representação cultural ocorreu por variabilidade natural da espécie. É um cruzamento entre Panicum maximum e Panicum infestum, tendo sido testada antes de sua disseminação, por dois anos, de 1984 a 1986, pela EMBRAPA.

O capim Massai, forma touceiras com altura média de 60 cm e tem presença de folhas quebradiças, com pouca cerosidade e largura média de 9 mm. Apresenta lâminas e densidade média de pelos curtos e duros por toda sua face superior. Os colmos possuem aparência esverdeada e a bainha possui densidade alta de pelos curtos e duros.

Quantos às inflorescências, são intermediários entre uma panícula, típica de P. maximum, e um racemo, típico de P. infestum, devido ao fato de ser híbrido das duas espécies. Há presença de ramificações primárias curtas e nenhuma ramificação secundária. O verticilo é piloso. O cv. Massai tem um total de proteína bruta nas folhas (12,5%) e colmos (8,5%) sendo considerado pela Embrapa como um capim “precoce”, por florescer e produzir sementes diversas vezes ao ano. O cv, Massai, é caracterizado também pelo seu florescimento intenso, rápido e agrupado. A época de maior produção é em maio, quando atinge 85 kg/ha em média, em parcelas.

O capim Massai é caracterizado pela sua rusticidade e sua tolerância à solos encharcados, além de sua boa tolerância também aos períodos de seca. No que diz respeito ao plantio, exige níveis de médios a altos em fertilidade do solo, porém, tem menos exigência de adubação e manejo. Além disso, tem maior tolerância às cigarrinhas de pastagem, e quando foi avaliado em caráter de pastejo rotacionado, suportou cerca de 3,1 UA/ha (Unidade Animal por hectare) durante o período das águas, apresentando um ganho médio de peso vivo por hectare de até 600 kg ao ano.

Conheça também a linha fosfatada para uso na pecuária. Com a linha fosfatada da Mineirão Sementes, sua produção pode obter excelentes resultados!

Clique aqui e conheça o nosso diferencial de mercado.

Informações Técnicas

Hábito de crescimento Cespitoso
Estolonífera Não
Exigência em fertilidade Média
Saturação de bases esperada 45% a 50%
Responsividade á adubação Alta
Tolerância à acidez do solo Média
Tolerância à seca Alta
Tolerância à frio Baixa
Tolerância ao encharcamento Média/Alta
Precipitação (mm) >800
Altitude <2000
Resist. à Cigarrinha das Pastagens Alta
Taxa de semeadura (Kg SPV/HÁ) 3 a 4
Profundidade de semeadura (cm) 2 a 5
Facilidade/Rapidez cobertura/ solo Média
Produt.MS (ton MS/há/ano) 12 a 19
Proteína bruta (%MS) 6 a 12
Digestibilidade (%MS) 48 a 74
Hospedabilidade – P.brachyuruse P.zeae (em relação ao milho ou soja) Alta
Hospedabilidade – M.incógnita,M.Javanica,H.Glycinese, R. Reniformis (em relação a soja) Baixa
Facilidade de consorciamento com gramíneas anuais Intermediária
Facilidade de consorciamento com leguminosas anuais Desfavorável
Tolerância ao sombreamento Alta
Facilidade de dessecação Intermediária

Sementes Mineirão

Atuamos como produtora de sementes de forrageiras tropicais com sede na cidade de Unaí, em Minas Gerais. Nossas atividades deram início em 1995 tendo como parceiro a Embrapa Cerrados.

Contato

Rua Sabará, 153 Bairro Cruzeiro Unaí-MG
Telefone:  (38) 3676-8000

Associado/Parceria

A Mineirão Sementes para Pastagem, sendo uma empresa Associada Ouro da UNIPASTO, tem como objetivo auxiliar na busca da excelência das sementes forrageiras nacionais, trazendo soluções para o combate à pirataria e a multiplicação e comercialização ilegal de cultivares protegidas.

Siga-nos

Como chegar: